Festa Junina no Amorim Lima: 20 de Junho

O que você pretende fazer no próximo sábado, dia 20 de Junho?

Venha conhecer e participar da melhor Festa Junina do Butantã!

Começa a partir das 13:00 hs. É uma festa diferente, preparada com carinho, especialmente para você – nosso convidado especial!

Traga seu irmão, sua irmã, pai, mãe, tios e tias. A Festa Junina do Amorim Lima terá o prazer de receber a todos! As prendas foram artesanalmente feitas com a participação de pais e amigos da escola. Assim, todo mundo trabalha um pouquinho e todo mundo se diverte um montão.

Veja as reportagens sobre a nossa festa em anos anteriores.

Levante da poltrona! Venha participar e brincar conosco!

Festa Junina boa é no Amorim Lima, 20 de junho, às 13 hs.

Festa Junina boa é no Amorim Lima, 20 de junho, às 13 hs.

Anúncios

Início das Aulas de Capoeira no Amorim Rima

Boa tarde, Amigos e Colaboradores do CEACA!

 

As aulas de Capoeira no Amorim Rima começaram dia 24 de fevereiro (terça-feira).

Aproveitamos para estender o convite àqueles que têm interesse em participar!

Trata-se de uma iniciativa do Ponto de Cultura Amorim Rima/CEACA, que há vários anos toca o Projeto “Expresse-se com Consciência – Faça Capoeira”. É aberto à comunidade em geral, voltado principalmente aos iniciantes de capoeira, crianças a partir de 7 anos, grupos de pais e adultos iniciantes e adolescentes, divididos em 2 (duas) turmas que terão aulas simultâneas.

 

Quando: 3ª e 5ª feiras das 18:15 às 19:15

 

> Turma 01

Público: crianças do 1° ao 4° ano, estudantes do Amorim e comunidade em geral; com os professores CM Paulinho Baraúna e Fábio da Costa Silva (Soneca)

 

> Turma 02

Público: crianças a partir do 5° ano, pais do Amorim e comunidade em geral; coordenado por Mestre Alcides e professores no apoio.

————————————————————————————————

ATENÇÃO!!!
O Projeto “Mais Culturas nas Escolas” faz parte do currículo escolar e será voltado somente para os alunos de 1° ano da Escola Amorim Rima, nos períodos da manhã e tarde:
Manhã: 3ª feiras das 9:00 às 12:00 – Professor Rodrigo M. Garcia (Pança)
Tarde: 5ª feiras das 15:30 às 16:30 – Professor Valter Luz

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Saudações a todos.

Sejam bem-vindos ao CEACA!

Mestre Alcides de Lima – responsável pelo projeto

CEACA participa da Festa da Cultura dia 18, às 14 hs.

A FESTA DA CULTURA 2014 – com tema Povos Originários do Brasil – acontece no dia 18 de outubro (sábado) a partir das 14h. Nesse horário o CEACA fará a sua apresentação.

Lembramos que os preparativos da festa são tão importantes quanto a festa em si.

E todos os pais, alunos e amigos da escola estão convidados a participar. Quais serão as atividades?

1) Oficina de CONSTRUÇÃO DE MÓVEIS com PALETS

Dia 11 de outubro, sábado, das 8h30 às 16h, pais e alunos poderão aprender a fazer móveis com Palets (aquelas madeiras descartadas por grandes armazéns como o Ceasa). Veja na foto abaixo o que é possível fazer com madeira que, teoricamente, iria para o lixo. (Tem mais foto lááá no final do post.

2) Dia do Voluntariado TELEFÔNICA

Na sexta feria dia 17/10 , das 8hoo às 16h – voluntários da empresa para realizar diversas reformas Telefônica estarão na escola para atuar em melhorias no prédio. Neste dia só irão para a escola os alunos de 1° a 3° anos que terão atividades recreativas. Pais que puderem vir serão bem-vindos! Inscreva-se diretamente com a diretora Ana Elisa. As reformas previstas para acontecer são: pintura das linhas das quadras esportivas,  reforma e arrumação do parquinho das crianças, da horta, de várias partes do jardim, dos banheiros, pintura de jogos de amarelinha no chão, barreamento das paredes da OPY, catalogação final dos livros da Biblioteca. Nossa escola vai ficar incrível!
3) MUTIRÃO DA FESTA DA CULTURA

Na sexta-feira, dia 17 a partir das 18h00, e no sábado a partir das 8h00, a equipe responsável pela organização precisará MUITO de ajuda para montar a FESTA DA CULTURA – no Amorim Lima.

Por favor, apareça, ajude… Colabore com este trabalho coletivo. Faz parte do aprendizado – no Amorim é assim: fazemos tudo junto. Só existe crescimento e aprendizado se caminharmos de mãos dadas.

 

Fonte: Publicado em por mcarini

Reunião grupo de estudos CEACA 9.8.2014

O grupo de estudos do CEACA sempre se reúne uma vez por mês para tratar dos assuntos relacionados às culturas de tradição oral. Ao final de cada encontro, o anfitrião oferece almoço aos participantes que voluntariamente se revezam para receber os amigos em sua casa, na próxima reunião. A metodologia se fundamenta na “roda de conversa”, com liberdade de expressão e opinião, o que enriquece a convivência e o crescimento intelectual coletivo, por meio da escuta e reflexão. Na ocasião, aproveitamos para divulgar novidades e informes, bem como encaminhar questões relativas à educação, cultura e cidadania, produção partilhada de saberes e fazeres da cultura de tradição oral.

Neste mês, o encontro aconteceu na casa do Edison, aprendiz de griô e pesquisador na área de Cultura e Informação (ECA-USP), no dia 09 de Agosto de 2014. Conforme declaração de Mestre Alcides de Lima em sua página pessoal do facebook:

“a reunião do Grupo de Estudos do CEACA na casa do Edison foi um dia proveitoso, uma pauta cheia, informes dos artigos, confecção do no ‘logo’ do CEACA, e estudos de editais para fomentar nossos trabalhos, que são vários, mas sem nenhum recurso até o momento; estavam presentes: Aninha, Kati, Valter, Edison, os Mestres Durval do Coco e Dorival. É um caminho difícil, pois a pesquisa e os estudos dependem de tempo de cada pessoa, de cada dedicação individual, mas sinto uma ‘urgência’ nessas questões; está na mídia hoje falar em ‘culturas tradicionais e populares’, mas continuam não sendo tratadas como deveriam ser; os editais públicos ainda são para excluir e não inclusivos, rebuscados, ameaçadores… Não chegam onde tem que chegar, naqueles que realmente conhecem e praticam no seu dia a dia. Edison seu almoço estava muito bom, faz parte das culturas tradicionais as refeições como momentos sagrados, ritualísticos. Compartilhado com Valter Souza e Clínica Do Texto”. (09.08.2014)

Com alegria, o anfitrião do encontro apresentou ao grupo a versão impressa da dissertação defendida em 2013: “Estação memória Cambury: mediação cultural com os parceiros do rio que muda”, também disponível para download, em versão digital – Baixe o arquivo: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27151/tde-19112013-161748/pt-br.php

Reunião Grupo de Estudos CEACA, 09.08.2014 - casa do Edison.

Reunião Grupo de Estudos CEACA, 09.08.2014 – casa do Edison.

SAM_1532

Reunião Grupo de Estudos CEACA, 09.08.2014 – casa do Edison.

O próximo encontro ficou provisoriamente marcado para o dia 21 de setembro, na casa da Ísis, em Cotia – São Paulo.

 

Grupo de estudos do CEACA se reúne para produção compartilhada do site

Todos os meses, o grupo de Estudos e aplicação da capoeira do CEACA se encontra para conversar, trocar experiências e tratar de assuntos relacionados à tradição da cultura oral, com espaço para pensar novos textos e sugerir a produção de novos artigos, em regime de produção colaborativa e partilhada de saberes. Além da conversa e convivência mútua, a cada vez celebra-se o encontro com almoço coletivo.

No último domingo, dia 06 de Julho de 2014, a reunião aconteceu na casa de mestre Mestre Alcides; estiveram presentes Mestre Dorival e Mestre Durval do coco. Com a presença dos três, foi possível trabalhar em conjunto a produção dos blocos de textos do site (Lexias), de modo que duplas foram formadas para que um ajudasse o outro. Desta vez, a reunião agrupou um bom número de pessoas (11) e o tempo foi curto para dar conta das tarefas. Ninguém resistiu a entabular conversa com os mestres do saber então presentes.

Além de discutir e propor ideias em regime de colaboração, que poderão enriquecer os conteúdos e formas do site – https://capoeiraceaca.wordpress.com/,  recolhemos as sugestões de todos os participantes a fim de incorporar correções, fotos, editar as legendas, dando forma à estrutura do dispositivo informacional e comunicacional (Menu, categorias, blocos de textos, links, logotipo etc.)

Reunião do CEACA para produção partilhada de conhecimento.6.6.14

Reunião do CEACA para produção partilhada de conhecimento.6.6.14

IMG_3568

Reunião do CEACA para produção partilhada de conhecimento.6-7-14

 

 

 

 

 

Festa Junina no Amorim Lima: Memória e Tradição Oral

No dia 6 de Junho aconteceu a grande Festa Junina na Escola Desembargador Amorim Lima. O CEACA fez belíssima apresentação que começou às 14 hs.

Teve roda, dança, música, além do famoso coco do Sr. Durval

Veja a galeria de imagens da Festa:

Festa Junina 2014: churrasco, suco, dança…gente feliz

─ “Hum”…dizia um para o churrasco.
─ “Nossa! Que delícia!”, falava o outro para o suco natural.
─ “Quero mais!”, pedia um terceiro para o cuscuz.

E assim a tarde de sol ia passando, com crianças brincando para lá e para cá, pais ajudando na organização das barracas, amigos batendo papo. Parecia uma família imensa. E era. A Comunidade Amorim Lima se reúne várias vezes antes de junho, em mutirões, para fazer prendas e pensar nas atrações da Festa. Algumas coisas são tradição, outras vão mudando. Mas o resultado sempre é delicioso. Por que tanta energia em uma Festa? Resposta: porque não é só uma festa. É um momento precioso de ensinar às crianças o valor da colaboração. E de cultivar o que temos de mais rico: nossa cultura popular. Veja algumas fotos abaixo e navegue por mais imagens no Facebook. Se você perdeu, já sabe: ano que vem tem mais e começa bem antes de junho. Venha, participe! A ajuda de todos é o que constrói a escola.

Fonte: Amorim Lima – http://amorimlima.org.br, por mcarini

FESTA JUNINA – DIA 07 DE JUNHO DE 2014

EMEF Desembargador Amorim Lima – Tel: (11) 3726-1119

Rua Professor Vicente Peixoto, 50 – Vila Indiana – São Paulo.

Exibir mapa ampliado

FJunina_7.6.2014_amorim

Com a Palavra: Mestre Alcides de Lima

A tradição oral é a grande escola da vida e dela recupera e relaciona todos os aspectos. Pode parecer caótica àqueles que não lhe descortinam o segredo e desorientar a mentalidade cartesiana acostumada a separar tudo em categorias bem definidas. (…) Ela é ao mesmo tempo religião, conhecimento, ciência natural, iniciação à arte, história, divertimento e recreação, uma vez que todo pormenor sempre nos permite remontar à Unidade primordial.

(BÂ, Amadou Hampâté. A tradição viva. In: KI-ZERBO, J. (Coord.) História geral da África, Vol. I. São Paulo: Ática-Unesco, 1982, p. 183) Disponível em: http://www.casadasafricas.org.br/.

É com muita alegria que vimos compartilhar com todos os admiradores e praticantes das culturas populares tradicionais este trabalho, que vem sendo desenvolvido deste 1988, com a fundação do Centro de Estudos e Aplicação da Capoeira – CEACA, na USP. Naquela data este trabalho foi mais direcionado para o início de uma `simbiose`, que compartilhou as culturas de raíz com a Educação formal.

 

O intuito do CEACA sempre foi criar um centro de estudos para pesquisas, e com essas pesquisas viria a transformação da reflexão em ações temáticas e orgânicas, e dentro desta organicidade foram pesquisados temas, e tais temas foram transformados em produtos culturais, como peças teatrais, músicas, vídeos, e agora textos de reflexão.

Lembro-me que dentre as peças que realizamos tivemos “A comemoração de 300 anos da morte de Zumbi dos Palmares”, a “Homenagem à memória de Besouro Mangangá”, também fizemos uma encenação que trazia à tona a questão dos 4 elementos da natureza: terra, fogo, água e ar”, e esta peça foi tema de defesa de uma dissertação da Faculdade de Educação da USP com temática afins do tema abordado. Mais recentemente, tivemos o Canto de Trabalho “Vissungo”, “Ondas Verdes” de Monteiro Lobato, e Navio Negreiro de Castro Alves, dentre outros. Para cada evento deste, lembro-me que produzíamos uma trilha sonora com a autoria do grupo; com produções de vídeos e registros.

 

Devido a seriedade do trabalho, fomos convidados a desenvolver oficinas e workshops no exterior, estivemos nos EUA, na Universidade Estadual do Colorado 1995-1999, departamentos de danca, música e antropologia, além de escolas de educação formal de ensino fundamental e médio; estivemos também em Bordeaux na Franca; San Juan e Luquillo, em Puerto Rico e nas cidades de Temuco, Valdivia e Vila Rica no Chile.

A partir de 2005, com as parcerias do Ponto de Cultura do MinC/Secretaria de Cultura do Estado de Sao Paulo, potencializou-se parte de nossas ações; foram trabalhados a formação de agentes de cultura, participamos da Ação Griô Nacional, da Lei Griô, da Universidade Griô, compusemos a Comissão Nacional de Mestres e participamos de Fóruns de Culturas Populares e Tradicionais.

Junto a tudo isso, é muito importante mencionar, que existe no CEACA uma equipe que se doa ao trabalho, que possui uma voluntariedade imensa em prol da cultura popular, e podemos considerar que a maior parceria é a força de vontade desta equipe, sempre em trabalho compartilhado.

Um grande exemplo disso foi a realização do livro LIMA, Alcides de. (Org.) Capoeira & Educação: coletânea de estudos e práticas. São Paulo: CEACA, 2013, feito com a colaboração de todos, que de alguma forma fazem parte da família CEACA, ou conhecem o nosso trabalho; há também nesta edição, um resumo dos principais trabalhos do Ponto de Cultura.
Vale lembrar que a intenção desta obra é compartilhar com todos um pouco da trajetória de trabalho do CEACA, dando vazão para que essas vozes se expressem na reflexão sobre as culturas populares e tradicionais.

A partir de agora, iniciamos uma fase de inovação social do CEACA com a criação de nossa interface digital na plataforma wordpress, conectada às principais redes sociais, visando às trocas e diálogos interculturais com outros lugares de memória e de cultura do Brasil e do Mundo!

Sejam todo(a)s bem-vindo(a)s ao siteblog da família CEACA – https://capoeiraceaca.wordpress.com

Roda de Capoeira no Amorim Rima, com Mestre Alcides, Tserewaptu (‘O sonhador, o veloz’, em língua Xavante)

Desde 1990, o projeto Expresse-se com Consciência: Faça Capoeira, vem sendo desenvolvido por Mestre Alcides de Lima e Mestre Dorival no CEACA.

Desde 1990, o projeto Expresse-se com Consciência: Faça Capoeira vem sendo desenvolvido por Mestre Alcides de Lima e Mestre Dorival no CEACA.