Cultura Popular e Educação: Capoeira no currículo escolar; Identidade e Ancestralidade

O Ceaca – Centro de Estudos e Aplicação da Capoeira é uma associação de professores e mestres da cultura popular que atua em espaços públicos e privados, em especial espaços relacionados com a educação.

A exemplo com o Ponto de Cultura CEACA/AmorimRima na EMEF Des. Amorim Lima, onde desde 2000, atua com aulas de capoeira dentro do currículo escolar, ação vinculada com a proposta política pedagógica da escola.

                                                                                      CEACA.amorim.2006                                                                                                                                                                         CEACA.BatizadoAmorimOrquestradeBerimbauMirim.2006.

A abordagem dos elementos fundantes da cultura popular no sistema escolar se torna um fator intrigante na ação educacional, já que considera questões e métodos que não são usualmente tratadas no ensino formal, mas entretanto fazem parte da construção social do conhecimento. Considerando a cultura como apanhado de conhecimentos, técnicas, habilidades, modos de fazer, modo de vida de uma sociedade determinada que são valorizadas e transmitidas às gerações, a cultura popular é invariavelmente identificada como menos valorosa dentro da sociedade atual hegemônica e de classe, por ser ela representativa de classes menos favorecidas.

Dar voz e espaço para as camadas ditas populares dentro do sistema de ensino é o que torna a capoeira e outras manifestações populares oportunidades de expressão e reflexão.

Desta forma o tratamento da cultura popular no ensino formal pelo CEACA através da capoeira aborda as seguintes questões: Identidade daqueles que participam das aulas e da própria capoeira, considerando a família, o reconhecimento de si, da pratica, a história familiar e do Brasil, fortalecendo a auto-estima dos participantes e os costumes da capoeira; Como também a ancestralidade no reconhecimento de onde viemos, a origem e o respeito pelo conhecimento adquirido, a permanência do estar no mundo na forma de saberes, percepções, compreensões que ocorrem no decorrer da vida, no se reconhecer no outro, uma prática que acaba por coincidir com a concepção dialógica da educação.

A tradição oral a transmissão de conhecimento é um dos objetivos primordiais na relação ensino aprendizagem abordada pelo CEACA, este, que como na cultura popular é pontualmente feito através da oralidade de saberes que são construídos em gerações, mantidos e valorizados por aqueles que se reconhecem dentro de um sistema social comum.

Nestes anos de trabalho na escola com a capoeira pode-se elencar a transmissão deste conhecimento a mais de 2000 crianças, participação das mesmas em diversas apresentações em espaços coletivos, aprimoramento da prática de ensino e aprendizagem dentro do ambiente escolar, a valorização humana dos participantes do projeto.

Release apresentado no Congresso Letpef Unesp, 2010.

Kati

Acesse o Livro produzido pelo CEACA – https://drive.google.com/file/d/0B8JVCyw9taFscE1mVWphbFJaNlE/edit?usp=sharing

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s